Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

ondas suaves

Ondas Suaves não é nada mais que a tradução literal dos caracteres 宁波 (Ningbo). Uma pequena cidade costeira situada na província de Zhejiang, China.

ondas suaves

Ondas Suaves não é nada mais que a tradução literal dos caracteres 宁波 (Ningbo). Uma pequena cidade costeira situada na província de Zhejiang, China.

Um tufão?!?!

Hoje à noite, ao entrar na residência, deparei-me com estes avisos espalhados por todo o lado.
Um tufão?! Só podem estar a brincar, a semana passada acordei a meio da noite com o barulho de uma tempestade que mais parecia o fim do mundo e nem um aviso vi. Agora com isto, nem imagino...

 

 

 

Chegada a Ningbo

 

 

O cansaço apoderou-se de mim e dormi praticamente durante toda a viagem de comboio de Pequim a Ningbo, mesmo com uma criança a pontapear a minha cadeira toda a viagem.

 

Já era de noite e esperava alguém da universidade para me ir buscar, não tinha segundo plano. Saí do comboio e segui a manada, fui seguindo até todos se desperçarem para os transportes públicos.

 

De repente fico sozinho no meio da estação de comboios, com um calor que nunca antes tinha sentido, e é aí que dezenas de chineses me cercam que nem abutres em volta de uma carcaça. Gritavam coisas que por mais que tentasse não conseguia compreender. Caidos do céu, um casal de professores universitários resgata-me dos abutres e finalmente tinha chineses que percebiam inglês (primeira x desde a chegada à China). Lá me explicaram que os abutres eram taxistas privados e que não devia ir com eles, puseram-me num táxi e juntamente com um polícia deram indicações ao taxista de onde me devia deixar.

 

Mais uma hora de viagem (até na 'pequena' cidade de Ningbo). Viajar num táxi em Ningbo pode ser equiparado a uma corrida de F1, desde retas a alta velocidade até curvas apertadas onde todos se tentam ultrapassar uns aos outros. E claro que nunca me vou esquecer daqueles metros em contra mão. Para quem gosta de adrenalina vale bem a pena os yuans que se paga.

 

Quando já só pensava na cama, surge um pequeno contratempo, não havia reserva em meu nome na residência. Depois de gestos para aqui e para ali lá consegui o quarto.

 

https://vimeo.com/106715345

 

(Este post é patrocionado pela net do vizinho sul coreano)

Abraços!

Em Pequim

A minha passagem por Pequim foi curta, somente uma noite para descansar um bocado das viagens de avião e apanhar o comboio para Ningbo logo na manhã seguinte. Só mais 7 horinhas e pouco sentado.

 

A primeira impressão que tive da China continua actual «wow!». Conheci algumas pessoas nas viagens de avião e fiz-me logo companheiro de um alemão que sabia falar chinês, ajudou-me a tratar das burocracias do aeroporto e na despedida avisou-me «Vais ver uma quantidade absurda de pessoas com cartazes nas mãos, portanto procura bem pelo teu nome.» Andei devagarinho e olhei para todos os lados... tanta gente! Só mesmo na ultima curva quando já pensava que se tinham esquecido de mim lá vejo um cartaz com «Nationality: Portuguesa». Tentei comprimenta-los mas em vão, luvas nas maos e mascaras na cara... a primeira coisa que fizeram depois de confirmarem a minha identidade foi perguntar se queria luvas e mascara «Por causa da poluição?» - perguntei. Nop ... apontaram-me para os cartazes das outras nacionaliades e lá estavam uns 5 paises africanos. Fiz cara de estupefacto e disse «Não obrigado.», a minha geografia deve ser muito má, porque aqueles países ficam bem distantes da tão temida ébola.

 

Tudo é tão diferente, a começar pelo tempo, vinha preparado para o frio e mal saí do aeroporto estava um calor que mal conseguia respirar. A curta viagem do aeroporto para a Universidade de Pequim demorou quase duas horas... como é possível andar duas horas de autoestrada na mesma cidade?

Conheci o amigo Amid (India), estavamos na mesma situação, apenas de passagem para apanhar o comboio para as nossas cidades de destino. Deixamos as malas no quarto saimos em busca de comida [na foto está o restaurante onde jantamos].

 

Duas notas: 1-Nada de internet nem telemovel. 2-Como é possivel circularem tantas pessoas/motas e bicicletas em ruas tão pequenas?

 

Deram-me alguns yuans para a mão e na manhã seguinte deixaram-me na estação de comboios (mais uma hora de viagem) completamente sozinho. Aí começou a aventura!

 

 

Chegada a Pequim

 Boa noite! Já se passaram 10 dias desde que aterrei em Pequim e infelizmente só agora vos escrevo.  Peço desculpa a todos os que não tive oportunidade de me despedir, mas em breve já estarei aí novamente.

 

O cartão da vodafone não funciona na China e portanto não consegui contactar ninguém nos primeiros dias. A internet é um problema que ainda não consegui resolver, consegui fazer upload desta foto (a clássica foto da chegada) porque o meu vizinho sul coreano me emprestou um bocadinho da net dele.

 

A viagem foi dura mas correu bem. Saí de Lisboa no dia 07 de manhã e só cheguei a Ningbo no dia 09, bem à noitinha. Tenho muitas coisas para vos contar, mas ficam para depois.

Abraços!

 

 

Abraços!

Pág. 2/2